Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala

MAIO, O MÊS DA VIDA NO JARDIM ZOOLÓGICO

09-05-2018

O Jardim Zoológico completa 134 anos este mês e por isso está de parabéns!

MAIO, O MÊS DA VIDA NO JARDIM ZOOLÓGICO

JARDIM ZOOLÓGICO

Maio é um mês especial na vida deste parque zoológico e botânico que inclui um centro de conservação, reprodução e reintrodução de espécies em vias de extinção. É nesta altura que as aves presenteiam os visitantes com demonstrações de paradas nupciais, que nascem as primeiras crias, e as flores dão lugar aos primeiros frutos. As aves, cujo tempo de gestação é curto, acasalam enquanto os animais de grande porte, como os tigres, têm períodos de gestação mais longos. A magia da vida acontece, e os visitantes são convidados a assistir, através de um passeio pelo parque ou de uma viagem no teleférico.

 

À DESCOBERTA DOS ANIMAIS!

Os projetos de conservação de espécies são muito acarinhados pelo Jardim Zoológico. Um dos mais especiais é o projeto de reintrodução do Leopardo-da-pérsia. Após um intenso e positivo trabalho com surpreendentes resultados na reprodução destes animais, o curador de mamíferos do Jardim Zoológico, José Dias Ferreira, foi nomeado coordenador europeu do programa de reprodução desta subespécie. Um casal de Leopardos-da-pérsia foi enviado de Lisboa para o Centro de Reprodução e Reintrodução, em Sochi, na Rússia, e nove meses depois nasceu ali outra ninhada. A reprodução destes animais representou um marco na sua conservação, uma vez que há 50 anos que não se registavam nascimentos desta subespécie no país. Em perigo de extinção, estes animais são ameaçados pela redução do seu habitat e pela caça para o comércio ilegal da pele e dos ossos. Conseguir reintroduzir esta subespécie é fundamental para garantir a sua sobrevivência na natureza, e o Jardim Zoológico contribui desta forma para a conservação da biodiversidade.

 

Partilhar