>

Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala

ENTREVISTA FESTIVAL MED

08-06-2018

De portas abertas ao mundo! A celebrar a sua 15ª edição, o Festival MED continua a oferecer diversidade, multiculturalidade e as melhores músicas do mundo, entre os dias 28 e 30 de junho.

ENTREVISTA FESTIVAL MED

FESTIVAL MED

Quais as razões para não falhar este festival?

O alinhamento musical de excelência na área da World Music; estreias absolutas em Portugal em todas as edições; diversidade da oferta cultural para além da música, nomeadamente nas artes plásticas, teatro, poesia, cinema, animação de rua, etc.; o palco natural que é o casco histórico da cidade de Loulé; a decoração que pretende recriar o ambiente mediterrânico; roteiro gastronómico pelos quatro cantos do mundo; forte presença do Fado e do Cante Alentejano distinguidos pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade; coexistência sem barreiras de diferentes povos e nacionalidades; concertos de música clássica na Igreja Matriz; acesso a uma visita ao património arqueológico, como os Banhos Islâmicos de Loulé; e o reconhecimento da crítica, nomeadamente através da atribuição do prémio de Melhor Festival de Média Dimensão da Península Ibérica.

 

Aumentou a responsabilidade depois da atribuição deste prémio?

Claro que sim! Sobretudo agora que o recebemos pelo segundo ano consecutivo. Mas, independentemente dos prémios que possamos receber, tentamos superar-nos, fazendo sempre cada vez melhor.

 

Existe uma forte componente ambiental neste festival...

 

O espírito deste festival é indissociável das questões ambientais e tentamos, a cada edição, ser mais “ambientalmente responsáveis”. A introdução do Copo Ecológico, por exemplo, permitiu reduzir a produção de plástico em quase uma tonelada por noite. Além disso, associámo-nos nos últimos anos ao Movimento “Zero Desperdício”, que permite recolher a comida confecionada e não consumida durante o festival, e distribuí-la por famílias carenciadas. Este ano apresentámos uma candidatura para a integração de energias renováveis no recinto.

 

 

Quais os artistas que merecem destaque nesta edição?

 

Em primeiro lugar, posso referir os lendários Los Milros, uma banda mítica da América do Sul que irá estrear-se em solo português. Depois vamos ter os Asian Dub Foundation, um grupo multicultural britânico, e os franceses Dub Inc, uma das maiores referências do reggae na Europa.

 

Carlos Carmo, Vereador da Câmara Municipal de Loulé e Diretor do Festival MED

Partilhar