>

Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala

ENTREVISTA SOBRE A FUNDAÇÃO ORIENTE/MUSEU DO ORIENTE

07-03-2018

Uma ponte entre culturas! A programação especial de aniversário arranca a 16 de março com a exposição “Um Museu do Outro Mundo”.

ENTREVISTA SOBRE A FUNDAÇÃO ORIENTE/MUSEU DO ORIENTE

FUNDAÇÃO ORIENTE/MUSEU DO ORIENTE

Que eventos culturais se destacam este ano?

 

A Fundação Oriente comemora o seu 30º aniversário e o Museu do Oriente o seu 10º aniversário. Preparámos um vasto programa em colaboração com embaixadas de países orientais para a realização de concertos, espetáculos, conferências, ciclos de cinema, workshops e momentos de lazer com atividades tradicionais.

 

 

O Museu do Oriente autointitula-se uma ponte entre culturas remotas...

 

O Museu do Oriente tem por missão a valorização dos testemunhos quer da presença portuguesa na Ásia, quer das distintas culturas asiáticas, dos seus usos e costumes e do contacto e troca de influências entre as civilizações orientais e as culturas do Ocidente.

 

 

Quais as principais áreas de atividade da Fundação Oriente? Em quantos países?

 

A ação da Fundação Oriente estende-se à Índia, à China e a Timor-Leste (onde tem delegações), colaborando ainda com o Japão, a Tailândia, as Filipinas, a Indonésia ou o Vietname. O principal centro de atividade passou a ser, desde 2008, o Museu do Oriente, embora os objetivos estatutários da Fundação contemplem a realização e apoio de iniciativas de carácter diverso, sobretudo em Portugal e em Macau - além do reforço das relações históricas entre Portugal e os países da Ásia, a preservação da língua portuguesa e a salvaguarda do património português no Oriente.

 

 

O Museu organiza exposições, ateliers, etc., para os mais pequenos… A que se deve esta aposta nos mais jovens?

 

O nosso Serviço Educativo pretende ser um local de encontro com as diversas culturas orientais e promover o diálogo intercultural. Procuramos assinalar as principais celebrações orientais ao longo do ano, como o Ano Novo Chinês, iniciativas que visam despertar o interesse para a cultura destes países, através de uma aprendizagem didática e criativa.

 

Joana Belard da Fonseca, diretora-adjunta do Museu do Oriente

Partilhar