>

Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala

BilheteiraOnline entrevista Martinho da Vila

12-02-2013

No dia 8 de Março, Martinho da Vila actua no Coliseu dos Recreios, A BilheteiraOnline foi entrevistar o cantor brasileiro.

BilheteiraOnline entrevista Martinho da Vila

Martinho da Vila

Que balanço faz destes 45 anos de carreira?

Não dá para fazer um balanço da carreira em poucas linhas, mas posso dizer que foram 45 anos de muitas realizações no meio musical brasileiro e internacional.

O que se pode esperar deste concerto no Coliseu dos Recreios em Lisboa?

Pretendo fazer um concerto inesquecível, num formato mais intimista e especial desta feita acompanhado por minha filha Maíra Freitas que é pianista clássica e cantora popular. No Brasil já fizemos recitais no Rio em em São Paulo e estamos iniciando uma digressão internacional que começa em Portugal.

É o segundo sambista brasileiro a ultrapassar a fasquia de um milhão de exemplares vendidos. O quê que o samba têm de especial?

Na verdade fui o primeiro sambista a ultrapassar a marca de um milhão de cópias com um único cd, o Ta Delícia Ta Gostoso, que teve de especial uma produção primorosa e além da música titular, os classicos Mulheres e Devagar Devagaarinho.

Qual é a sua opinião em relação ao Ano do Brasil em Portugal (e o Ano de Portugal no Brasil)?

São projetos importantes para os dois países, pricipalmente na parte cultural. Os concertos que eu vou fazer no Porto e em Lisboa não fazerm parte do programa oficial, mas podem ser inseridas no contexto.

Em quê que pensa quando lhe dizem que é um dos brasileiros mais acarinhados pelo público português?

Penso lusoficamente e me sinto como um cidadão português que ama a sua “Terrinha”.

Partilhar