Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
O Ano da Morte de Ricardo Reis

O Ano da Morte de Ricardo Reis

Teatro & Arte | Cinema

Teatro Nacional São João

Sala Principal
Classificação Etária
A classificar pela CCE
Bilhete Pago
Todas as Idades
2020
set
20

Sessão

20 set 2020 21:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

128 minutos

Promotor

Teatro Nacional São João E.P.E.

Breve Introdução

Depois de Filme do Desassossego, Os Maias e Peregrinação, João Botelho apresenta no São João, em estreia mundial, O Ano da Morte de Ricardo Reis, a sua adaptação do romance homónimo de José Saramago. Entrelaçando os fios da ficção e da história, o escritor concebeu um encontro particular, o do defunto Fernando Pessoa, o criador, com uma das suas criaturas, o heterónimo Ricardo Reis, regressado ao país ao fim de 16 anos de exílio no Brasil. 1936 é o ano de todos os perigos, do fascismo de Mussolini, do nazismo de Hitler, da terrível Guerra Civil Espanhola e do Estado Novo de Salazar. Pessoa e Reis são dois lúcidos observadores da agonia de um tempo, tão similar ao que vivemos. Nessa relação intrometem-se duas mulheres, Lídia e Marcenda, as paixões carnais e impossíveis de Ricardo Reis. Eu não sou nenhum fantasma, grita Pessoa a Reis. É que o texto é real e concreto, matéria trabalhada por João Botelho nesta outra conversa (in)acabada, prosseguindo a prática recente de transposição fílmica de grandes obras da literatura portuguesa. Vida e Morte é tudo um: a esse realismo fantástico, a literatura e o cinema têm acesso privilegiado.

Ficha Artística

um filme de/a film by João Botelho
a partir da obra de/based upon the novel by José Saramago

realização e argumento/written and directed by João Botelho
imagem/cinematography João Ribeiro
montagem/editing João Braz
direção de som/sound direction Jorge Saldanha
montagem e mistura de som/editing and sound mixing Paulo Abelho, Tiago Inuit
música/music Daniel Bernardes
decoração/decoration Cláudia Lopes
figurinos/costumes Silvia Grabowski
caracterização/make-up Rita Castro
assistência de realização/direction assistance António Pinhão Botelho
direção de produção/general production Pedro Bento
produtor/producer Alexandre Oliveira

com/with Chico Diaz, Luís Lima Barreto, Catarina Wallenstein, Victoria Guerra, João Barbosa, Rui Morrison, Hugo Mestre Amaro, Gustavo Vargas, Dinis Gomes, Rafael Fonseca, Cláudio da Silva, Francisco Vistas, Hugo Silva, Luís Lucas, José Martins, André Gomes, Miguel Monteiro, Márcia Breia, Luísa Cruz, Marcello Urgeghe, Solange Santos, Francisco Tavares, Paulo Filipe Monteiro, Ricardo Aibéo, Dinarte Branco, Pedro Lacerda, Mário Sabino Sousa, Alexandra Rosa, Carolina Serrão, Bruno Ferreira

produção/produced by Ar de Filmes
coprodução/co-produced by Fundação José Saramago

Preços

Preço Único: 6,00€

Frisas e Camarotes só são vendidos a grupos de, no mínimo, duas pessoas coabitantes ou de quatro pessoas coabitantes;

A venda de bilhetes juntos estão assegurados somente para coabitantes.

Pontos de Referência

Estação de comboio de São Bento

Transportes Públicos

STCP Autocarros 207, 303, 400, 904, 905
Elétrico 22
Metro do Porto Estações Aliados, Bolhão, Trindade, São Bento

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

20.20

Teatro & Arte | Dança Contemporânea

Teatro Carlos Alberto

Sala Principal