Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
DANÇAR EM TEMPO DE GUERRA

DANÇAR EM TEMPO DE GUERRA

Teatro & Arte | Dança

Teatro Camões

Teatro Camões
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2020
mar
11
a
2020
mar
14

Próxima Sessão

11 mar 2020 21:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

60 minutos

Promotor

OPART - Organismo de Produção Artística, EPE

Breve Introdução

Companhia Nacional de Bailado
Lisboa
Teatro Camões
Março
11, 12 e 13 às 21h
dia 14 às 18h30

DANÇAR EM TEMPO DE GUERRA

Dançar em Tempo de Guerra é um programa que reúne duas obras e coreógrafos de grande referência do século XX, Martha Graham e Kurt Jooss. Chronicle e A Mesa Verde, ambas criadas na década de 30 do século passado, refletem as inquietações dos seus autores sobre a ideia de guerra. Se Jooss trabalha a partir dos efeitos da I Guerra Mundial, Graham dá uma resposta ao violento crescimento do fascismo na Europa e que iria desencadear na II Guerra Mundial. Depois de ter sido dançada a última vez na CNB, em 1987, A Mesa Verde regressa aos palcos juntamente com Chronicle, de Martha Graham, coreógrafa que passa a integrar o repertório da CNB.
No âmbito deste programa, a CNB convida o artista visual André Guedes a conceber uma exposição para o foyer do Teatro Camões, sobre estas obras e o se seu contexto político, social e cultura

CHRONICLE
Estreado em dezembro de 1936, Chronicle é uma resposta da coreógrafa americana Martha Graham à ameaça do fascismo na Europa. Não traduzindo uma representação realista dos acontecimentos, a intenção é antes universalizar a tragédia da guerra. Originalmente criado em cinco secções, foi, entretanto, remontado pela Martha Graham Dance Company, e é hoje apresentado numa versão reduzida a três secções: Spectre-1914, Steps in the Street e Prelude to Action. Esta é a primeira obra de Martha Graham a integrar o repertório da CNB.

Martha Graham
COREOGRAFIA E FIGURINOS

Wallingforg Riegger
MÚSICA

Jean Rosenthal
DESENHO DE LUZ ORIGINAL

David Finley
RECONSTRUÇÃO DE DESENHO DE LUZ ORIGINAL DE STEPS IN THE STREET

Steven L. Chelley
RECONSTRUÇÃO DE DESENHO DE LUZ ORIGINAL DE SPECTRE - 1914 E PRELUDE TO ACTION

Bailarinos da CNB
INTERPRETAÇÃO

ESTREIA ABSOLUTA
Nova Iorque, Guild Theatre, 20 de dezembro de 1936


A MESA VERDE
Em julho de 1932, o coreógrafo alemão Kurt Jooss estreou A Mesa Verde no Théâtre des Champs-Elysées em Paris. Inspirado por uma dança da morte medieval e pelo rescaldo da I Guerra Mundial, esta obra retrata várias facetas da guerra: o debate, a mobilização, o combate, a especulação de guerra, os refugiados e, novamente, o debate; a morte está sempre presente. Considerada uma das obras coreográficas mais marcantes do século xx, A Mesa Verde é também o mais emblemático trabalho de Jooss, tendo recebido o primeiro prémio do Concurso de Coreografia organizado por Les Archives International de la Danse em Paris. A Mesa Verde integrou o repertório da CNB em 1984 e foi dançada pela última vez por esta Companhia há 33 anos.

Kurt Jooss
COREOGRAFIA

Fritz Cohen
MÚSICA

Hein Heckroth
PROJETO

Kurt Jooss
LIBRETO

Hermann Mankard
DESENHO DE LUZ

Bailarinos da CNB
INTERPRETAÇÃO

ESTREIA ABSOLUTA
Paris, Théâtre des Champs-Elysées, 3 de julho de 1932
ESTREIA CNB
Lisboa, Teatro São Luiz, 13 de maio de 1984

Apresentações integradas na programação do Festival Cumplicidades 2020

Informações Adicionais

EXPOSIÇÃO

CHRONICLE X DER GRÜNE TISCH
Pode uma coreografia pensar e mesmo antecipar a História? Pode ela contribuir, enquanto objeto artístico, para a reflexão política e social do seu tempo?
Esta exposição aborda as peças de Martha Graham e Kurt Jooss apresentadas no programa Dançar em Tempo de Guerra como uma folha de sala expandida espacialmente. Convocando diferentes registos fotografias, documentos gráficos e escritos ela associa uma componente descritiva e textual a uma dimensão objetual-escultórica.
O objetivo é contextualizar artisticamente e historicamente estas obras, concebidas quase sincronicamente na década de 30 do século xx, em resposta ao conflito bélico que se adivinhava entre Nações. Presságios de lados opostos do Atlântico.

Lisboa, Teatro Camões, Foyer
LOCAL

11 de março a 3 de maio de 2020
DATAS

André Guedes
CONCEÇÃO

Catarina Canelas
APOIO À INVESTIGAÇÃO

Ana Baliza
DESENHO GRÁFICO



OUTRAS APRESENTAÇÕES

Ensaio Geral Solidário
10 de Março às 21h

Aveiro
Teatro Aveirense
27 de Março às 21h30

Classificação: M/6

Preços

Plateia A – 20€

Plateia B – 18€

Plateia C – 15€

Plateia D – 10€

                       

DESCONTOS                                                                                                

 

Menores de 25 – 25%

Maiores de 65 – 25%

Grupos >10 pax – 15% (apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro

Nacional de São Carlos)        

Cartão FNAC – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões, Teatro Nacional de São Carlos e lojas FNAC)

Cartão LisboaViva – 15% (até 2 bilhetes, mediante apresentação do cartão no acto da compra; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Desempregados - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

És.Cultura’18 – 100% (para quem completa 18 anos no ano de realização do espetáculo; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

Profissionais e estudantes da área do espetáculo - 25% (para o próprio; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)  

Pessoas com necessidades especiais - 25% (para o próprio e 1 acompanhante; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

CNB em Família – 50% (até dois adultos quando acompanhados por criança(s) até 12 anos, apenas aplicado aos Sábados e Domingos)

           

ASSINATURAS (De 18 de Dezembro de 2019 a 5 de Janeiro de 2020)

Assinatura Trimestral – 50% (mínimo 2 espetáculos; não acumulável com outros descontos; não aplicável nos espectáculos Planeta Dança; apenas disponível nas bilheteiras do Teatro Camões e Teatro Nacional de São Carlos)

 

CONDIÇÕES

Os descontos não são acumuláveis e aplicam-se em todas as plateias e espetáculos, exceto visibilidade reduzida e galerias;

Os lugares de visibilidade reduzida e galerias só estão disponíveis na bilheteira do Teatro Camões uma hora antes do espetáculo, em caso de lotação esgotada.

-
Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda: