Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
C’EST LA VIE

C’EST LA VIE

Teatro & Arte | Teatro

Teatro Nacional D.MariaII

Palco
Classificação Etária
A classificar pela CCE
Bilhete Pago
A partir dos 3 anos
2018
nov
28
a
2018
nov
29

Próxima Sessão

28 nov 2018 21:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Promotor

Teatro Nacional D. Maria II E.P.E.

Sinopse

Há um vazio terminológico na designação daqueles que perderam um filho, estes "órfãos ao contrário. Cest la vie caminha nesse deserto à procura de uma palavra, de uma esperança, convidando dois atores a testemunhar desta dor indizível. Uma performance-experiência-limite que se equilibra no arame da delicadeza. Enquanto atores, tudo parece separar Daniel Kenigsberg, 61 anos, e Fanny Catel, 37 anos. Mas há três anos cada um deles perdeu um filho, um jovem de 25 anos e uma menina de 5 anos. A partir daí, tudo os aproxima, enquanto pessoas, em particular essa sensibilidade extrema dos que viveram um tal terramoto que sabem para sempre que existe um antes e um depois. Acompanhado pelos dois atores, que representam no sentido literal o papel da sua vida, e dos seus cúmplices do coletivo Zirlib, o arquiteto sonoro Nicolas Jorio e o artista plástico e videasta Frédéric Hocké, Mohamed El Khatib fabrica um pequeno guia prático para uso dos vivos. Deslocando de caminho a questão do ator fingir para se aproximar do real , cria aqui uma peça subtil, em equilíbrio entre o pudor e a proximidade extrema com o público, que nos dá acesso ao que é descrito pela palavra hebraica Shakoul, "a ursa a quem tiraram as crias.

Ficha Artística

Espetáculo estreado a 14 março 2017 no CDN Orléans/Loiret/Centre.

uma performance documentário do Collectif Zirlib
com Fanny Catel, Daniel Kenigsberg
realização Frédéric Hocké e Mohamed El Khatib
direção de cena Olivier Berthel
coprodução Bois de lAune, CDN Orléans/Loiret/Centre, Le Liberté scène nationale de Toulon, Centre dramatique national de Tours-Théâtre Olympia, Pôle Arts de la scène de la Friche la Belle de Mai, Théâtre de la Ville-Paris, Théâtre Ouvert Centre National des Dramaturgies Contemporaines, Festival dAutomne à Paris
correalização Théâtre Ouvert Centre National des Dramaturgies Contemporaines; Festival dAutomne à Paris pelas apresentações no Théâtre Ouvert Centre National des Dramaturgies Contemporaines
correalização Théâtre de la Ville-Paris; Festival dAutomne à Paris pelas apresentações no Théâtre de la Ville / Espace Cardin
Este texto, apoiado pelo Centre National du Livre (CNL), ganhou o prémio da Commission Nationale dAide à la Création de Textes Dramatiques-Artcena.
Cest la vie está publicado por Les Solitaires intempestifs (março 2017).

Preços

  • Palco - 12€

Descontos

  • Desempregados
  • Dia do espectador
  • Jovens (até 30 anos)
  • Pessoas c/nec. especiais
  • Prof. do espetáculo
  • Seniores (+ 65 anos)

Transportes Públicos

Metro - Linha Azul (estação Restauradores) / Linha Verde (Rossio)
CP - Estação do Rossio
Autocarros/eléctricos Carris - Restauradores/Praça da Figueira

Estacionamento

Restauradores
Praça da Figueira

Partilhar